""Eu segurei muitas coisas em minhas mãos e eu as perdi; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo." Martin Luther King

Férias

Vou de férias. Vou para o Bali. Levo comigo as minhas netas Ana e Beatriz. Viajo com pouca bagagem, sou uma cidadã do mundo. Levo como bagagem as saudades de quem deixo, e a alegria antecipada de quem vou rever Por vezes imagino-me a ir e não voltar...sonho acordada... E depois que faria? Começava tudo de novo. Seduz-me esta ideia. Uma nova vida, novos hábitos, novos amigos, talvez um novo amor (hihi) mas...porque não? No meu sonho tudo pode acontecer. Vejo-me a encontrar uma casa, a casa dos meus sonhos, com vista para o mar (o que não é dificil). Estou a mobilá-la. Cores suaves, decoração simples, cortinas a esvoaçar. Velas coloridas e incensos de aromas suaves. Luzes de tonalidades delicadas Um jipe. Adquiria um jipe, em vez do meu clássico Renault. Sempre quis ter um jipe. Não sei donde viria o dinheiro para tudo isto, mas nos sonhos o vil metal não existe. Tambem arranjava um emprego. Ao entardecer, no regresso a casa ainda teria tempo de dar um mergulho nas águas cálidas (nem sei nadar, quanto mais mergulhar, mas entenda-se que continuo a sonhar) e enrolava-me na areia fina e branca. E depois quando entrasse em casa e a solidão se abatesse sobre mim? Um cão. Adoptava um cão. Adoro cães. E um pássaro. Mas não para estar numa gaiola. Deixava-o voar livremente pela casa. Teria de fechar as portas e janelas, mas nos sonhos tambem não existem portas ou janelas. Apenas liberdade. E as saudades? Fácil. Montava nas asas do vento e corria para junto de quem amo e me ama, sempre que eu quisesse. O meu filho Ricardo, a minha norinha Jana, os meus amigos, a minha cadelinha Becas. Parei de sonhar. Vou para o Bali, onde me espera o meu filho Rui e a minha nora Ana com o pequeno CB o meu neto mais novo. Tem 1 ano e já anda, que saudades. Talvez aprenda a mergulhar. O Rui e a Ana nos tempos livres fazem mergulho. Junto do Rui estou segura. Até no fundo do mar. O amor dele é igual á imensidão do oceano. E tem um sorriso lindo, aberto. É bonito o meu Rui. 15 dias de sonho que vou viver bem acordada. Quando regressar, estará a minha espera quem me ama. Espera-me o ar ternurento do Ricardo. É militar. Durão e orgulhoso. É o meu porto de abrigo. O meu rochedo. E a Jana com o seu sorrisinho doce. Esperam-me também os meus amigos . A Fátima que já é da familia. Vou para o Bali...mas volto...

6 comentários:

Haere Mai disse...

Espero-te...esperarei, porque permaneces.Sabes tens um sonho lindo! Curioso é que é exactamente igual ao meu...até no jipe!Mas eu ainda consigo nadar um pouco lol!Farei tudo para estar no aeroporto!
Beijo azul...até lá? Como é possivel já ter saudades...

Joana disse...

ola sem duvida que será uma grande viagem e muito bem acompanhada...pena eu de não poder acompanhá-la:(porque as saudades irãp ser demasiadas. mas quando regressar festejamos ;)por cá seguramos as pontas na sua ausencia.VOU TER MUITAS SAUDADES, COM QUEM IREI FALAR TODOS OS DIAS NEM QUE SEJA APENAS PARA DIZER TOU AQUI, BEIJOCAS GRANDES

anónimo disse...

O paraíso do Bali nem necessita comentários.
O seu sonho é lindo, e a sua realidade maravilhosa.
Gosto mesmo do modo como escreve, tudo parece real e fácil de se tornar nessa mesma realidade.
Que tudo aconteça como deseja e boas férias.
Luz e paz

Gui disse...

Lindissimo texto minha amiga, muito lindo mesmo, um lugar mágico onde a realidade se mistura com o sonho.
Um abraço
Gui

Angela Ladeiro disse...

É bom sonhar! A vida é um sonho. por vezes pouco doce! Boas férias

Jota disse...

Boas férias para ti e familia.
O paraiso do Bali, que sorte.
Vais gostar,já lá estive em missão.Penso que o teu fuzo tambem conhece, são férias de sonho.
Quanto ao teu sonho de ir e não voltar, não comento.
Mas que é um sonho lindo,é sim senhor. Com um cão e tudo. Sim senhor, muito bem.
Beijos áqui do Jota,o sempre bem disposto amigo