""Eu segurei muitas coisas em minhas mãos e eu as perdi; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo." Martin Luther King

Apenas uma desilusao imensa...

Hoje sinto-me assim, um bocado de papel que alguem amuchucou e deitou fora.
Há pessoas que por mais que se lhes de nunca estao satisfeitas.
Exigem, querem sempre mais, fazem sofrer. Nao compreeendem ou nao querem compreender. Possuem estranhos conceitos de pseudo amizade, que nada tem a ver comigo, com a minha maneira de ser, de estar e sentir.
Nao compreendem a amizade, nao sabem viver amizade pacifica, harmoniosa, que lhes é oferecida de coração aberto.
Parece que tenho a capacidade de atrair estas pessoas para a minha vida.
Mas tambem é verdadede que as coisas só tem a importância que lhe queremos atribuir.
Se é certo que temos de ter compaixão por quem nos rodeia, nao é menos certo que temos de começar por nos amarmos. Se não me amar não posso amar os outros. Portanto, vou afastar da minha vida tudo e todos que me fazem sofrer. Que nao me merecem.
Vou-me amar primeiro a mim própria. Porque eu tambem tenho sentimentos orgulho e dignidade.
E estou cansada. Cansada de dar sem receber. Cansada de nao ser compreendida.
Em suma, cansei.
Ponto final. Parágrafo. Começa uma nova linha. Com letra grande. EU!!!!!

6 comentários:

Liliane disse...

Como compreendo essas linhas todas...
Mas a vida é mesmo assim... Eu diria que é uma constante aprendizagem...
Por isso quando tudo correr mal, faz como os pinguins do Haapy Feet: Sorri e acena com a mão!!! ;)

Fica bem.

Anónimo disse...

Olá Isabel!
Por vezes tenho a mesma sensação que tu. Que é uma constante aprendizagem esta de ser magoada por pessoas tão baixas. Por vezes queres fugir para o teu mundo mas não dá. Hoje também tive aqui uma situação no trabalho nada animadora. Mas realmente nós damos a importância às coisas que elas merecem e nestes casos não merecem nenhuma atenção. Temos de continuar o nosso caminho do saber perdoar, da compaixão. Que seja pela nossa LUZ, amiga. NAMASTé, Ana Beatriz

Um Novo Olhar disse...

Hoje sinto-me asim
uma parte de mim
e de ti,
quando sinto que estás triste
por nós
Enfim....

Veste uma nova pele
e lava-te num rio sem fim


Gostei do teu texto. Sabes Isabel, concordo que teremos que olhar e cuidar de nós em primeiro lugar. Aí estaremos prontos para ajudar quem precisa de nós.

Entretanto tem um pouco de paciência, no fim tudo fica no lugar certo.

Beijos
Dolores

Mara disse...

Gostei de te ver (rever) e estar contigo. Que alegria teres voltado ao convivio dos teus amigos de sempre.
Quanto a desilusões, passemos a frente. Hoje é um novo dia amiga.
Vive, ri, ama, e afasta o que te causa dor.
Beijos com amizade

Gui disse...

Compreendo-te e concordo amiga. Sem esquecer a devida compaixão que todo o ser humano nos merece, devemos afastar da nossa vida tudo que nos destabiliza. Para que nos possamos ajudar. Para que possamos ajudar o nosso semelhante.
Um abraço e não deixes que o sol se ponha no teu coração. Vive com alegria e recolhe tudo que a vida tem de bom para te oferecer.
O resto, Isa, esquece.
Gui

VÓNY FERREIRA disse...

Denoto uma certa tristeza nestas tuas palavras.
Deves seguir em frente, mas sem nunca deixar para trás a hipótese de novas reflexões, porque por vezes o que nos parece definitivamente irreversível, não é!
Tens, e terás sempre a grande capacidade de discernir o essencial do acessório e relevar o que deve ser relevado.
Um beijo da tua amiga
Vóny Ferreira