""Eu segurei muitas coisas em minhas mãos e eu as perdi; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo." Martin Luther King

A cada dia que vivo

"A cada dia que vivo,
mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional."
Carlos Drummond de Andrade.

8 comentários:

A.S. disse...

Sim!!! Quanta verdade neste belissimo texto de Drummond de Andrade!


Beijos...

Xana disse...

Não sei se concordo amiga...por vezes damos amor a quem não merece, acreditamos e nos magoamos,
caímos e não nos levantam.
A vida não é tão cor de rosa e nem todos nos merecem!

beijinhos

Maria Emília disse...

Como esse senhor sabem bem das coisas da vida e do amor.
Um grande beijo
Maria Emília

Andradarte disse...

Bonito poema de Drommont de Andrade
Mas.....há sempre um mas.
Beijo

Baila sem peso disse...

A cada dia que vivemos
mais vamos nós aprendendo
e sem dúvida que palmilhamos
Caminhos de Dor e Amor...
faz parte do percurso
nem sempre a felicidade
nem sempre o sofrimento
na onda da balança que dança
temos de equilibrar o momento...

pena, tanta pena que sejam tão poucos!!...
e se acontece, sejam chamados de loucos!!...

Beijinhos com muito carinho e obrigada por aqui chegar o Carlos Drummond de Andrade...poesia é a minha louca companhia, junto dos que mais amo, faço dela a ternura que empresto ao dia!

Valdemir Reis disse...

Obrigado! Obrigado! Obrigado! Amiga Maysha voltando neste maravilhoso e significativo espaço para registrar que seu trabalho é de excelente qualidade. Verdadeira obra de arte e de muita inteligência, uma maravilha sua publicação "A cada dia que vivo". Uma causa de grande nobreza. Texto belissimo, uma grande contribuição, parabéns! Fico muito honrado e feliz ao conhecer pessoas grandiosas, como podemos ver através deste trabalho magnifico que você apresenta. Olhe a minha responsabilidade aumenta tendo vc como seguidora. Também agradeço sua gentileza e simpatia em participar e prestigiar a homenagem dedicada aos amigos visitantes e/ou seguidores. Também quero agradecer ao seu notável e gentil comentário, valeu... Volte sempre a casa é nossa. Votos de uma venturosa semana. Brilhe sempre! Sucesso, saúde, harmonia, paz e proteção. Fique com Deus, abraço fraterno.
Valdemir Reis

notyet disse...

Faz muito sentido.
Por aprendizagem, acomodação ou temor, passamos ao lado da vida, esquecendo assim os dois lados do amor.

*Lisa_B* disse...

Querida Isa
Adorei o texto....
eu por sinal amo muito talvez demais snão sei...de nada me esquivo nem do amor nem da dor...dessa bem vou tentando mas ela não me larga enfim...aguenta-se...sofrer, amar, rir, chorar faz parte do dia de quem está vivo, mortos nada sentimos pensamos não é? Então amemos mesmo que depois seja para sofrer mas esquivar-se aos sentimentos não...nem mesmo a fazer amizades que depois não eram verdadeiras ou deixar de ter animais porque morrer e sofremos...nada disso...viver pra frente.
Beijinhos amiga linda adoro-te