""Eu segurei muitas coisas em minhas mãos e eu as perdi; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo." Martin Luther King

Felicidade

Pela flor pelo vento pelo fogo Pela estrela da noite tão límpida e serena Pelo nácar do tempo pelo cipreste agudo Pelo amor sem ironia - por tudo Que atentamente esperamos Reconheci tua presença incerta Tua presença fantástica e liberta In Livro Sexto (Sophia de Mello Breyner Andresen)

6 comentários:

Gui disse...

Gosto mais do teu blog desta cor, liláz, a cor de Saint Germain.
Um abraço
Gui

Mara disse...

É um regalo para os olhos e paz para o coração entrar aqui.
Namasté minha querida.
(Amanha vou dar um curso de Reiki)
Mara

Açucena disse...

Atentamente esperamos pela presença incerta da felicidade, que ora se faz sentir, ora se esconde.
O importante é que assome de vez em quando na nossa vida.
Beijos querida

Novo Olhar disse...

é sempre um lavar da alma, ler a poesia de Sophia. Um aboa escolha este poema

beijos
Dolores

Joana disse...

Felicidade algo que muita gente ambiciona e espera desesperadamentesem entender que já a possui porque só o facto de termos vida é sentimos presença da felicidade.
e até mesmo quando estamos juntos de quem amamos e quem nos ama sentimos essa felicidade, eu sinto a quando estou perto de si e dos seus.
Beijos muito grandes~
Jana ;)

João Silva disse...

A felicidade é algo que se constroi. Com sacrificios e cedencias.
Felicidade é tambem ter-te como amiga.
Apreciei o teu cantinho,tem tudo a ver contigo.Voltarei, mas como sabes o tempo escasseia amiga.
Um abraço para ti e as melhoras do teu Ricardo
João