""Eu segurei muitas coisas em minhas mãos e eu as perdi; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo." Martin Luther King

Navegue

Navegue, descubra tesouros,mas não os tire do fundo do mar, o lugar deles
é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Curta o sol, se deixe acariciar por ele, mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o seu.
As lágrimas? Não as seque, elas precisam correr na minha, na sua, em todas as faces.
O sorriso! Esse você deve segurar, não deixe-o ir embora, agarre-o!
Quem você ama? Guarde dentro de um porta jóias, tranque, perca a chave!
Quem você ama é a maior jóia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se a idade aumenta; conserve a vontade de viver, não se chega à parte alguma sem ela.
Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não deixe ele viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias, deixe-se levar pelas vontades, mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Acelere seus pensamentos, mas não permita que eles te consumam.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.
Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo, só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!"Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada".
(Fernando Pessoa)

11 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

É ótimo acordar com estes conselhos! Muito bonito, quem dera tivéssemos este juízo, este equilíbrio...
beijos

gercicristal.blogspot.com disse...

Lindaaaaaaaa só hoje pude pegar o selinho que vc ganhou...Mas que poema lindo que meus olhos viram, nossaaaaaaa muito sensivel e de uma lição de vida. Te adoro e um bom feriado. bjsss Amei o selinho vou ja botar kkk

Anónimo disse...

É sempre um prazer ler Fernando Pessoa. o poeta entre os poetas,
Um abraço
Gui

Anónimo disse...

belos conselhos, como a vida podia ser bela se os pusessemos em pratica
bjinhos Lori

Mariz disse...

Querida

Um texto, feito pensamento perfeito.... escolhido por uma quase perfeita pessoa: tu!
E digo quase.....porque nunca somos totalmente perfeitos - embora feitos á imagem e semelhança do mesmo Creador!
Grata pelos teus comentários eles revelam bem a óptima pessoa que tu és e a brancura do teu coração - e nele não era ncessário o teste do algodão....
"porque não engana!"

Espero que venhas buscar o teu presente que trouxe...tal como a Eduarda, ele deve ser entregue em mão.

Nota: também ainda como peixe!

Sempre..
MAriz

JR disse...

Muito bom este texto ,Não tem como ler Fernando Pessoa e não seguir o vôo da gaivota.
Tmb me identifiquei muito com teus livros,filmes e musicas ,até achei que estava no meu blog ,rsrs
Já aluguei um quartinho pra mim neste teu hotel estrelado.
Abraços

Sol e Luar disse...

Passei so para desejar um bom fim de semana.
Calculo que esta foi uma das semanas mais longas da tua vida.
logo tens o teu filho de volta, desejo que td tenha corrido bem.
bj para ambos

Tatiana disse...

Bjs b.f.semana
Bonito poema

Maria Emília disse...

Faça tudo isso e saiba que as histórias não têm fim. Elas se repetem infinitamente.
Um beijinho,
Maria Emília

Pena disse...

Doce Amiga:
Um poema delicioso e soberbo feito do seu encanto pessoal em realidades extraordinárias e sensatas.
"...Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a..."

Perfeito. Só do seu imenso talento, pureza e beleza imensas.
Beijinhos amigo de respeito e gigante estima.
Sempre a admirá-la...


pena

É talentosa plena de sobriedade e ternura poética.
Adorei! Bem-Haja, amiga de uma sensibilidade fascinante e terna ímpares. Extraordinária!

Argos disse...

Olá

Um belo poema e como só hoje o vi, é uma óptima forma de começar a semana!
Se puder passar pelo nosso blog, tem lá um desafio, esperamos que aceite!

abraço meu e dos meus companheiros do Farol